Hilda Hilst – ousada em prosa e em verso

No dia 21 de abril de 1930, nascia em Jaú, SP, Hilda de Almeida Prado, ou simplesmente Hilda Hilst, poeta, cronista, dramaturga, uma mulher inquieta, ousada e perspicaz, que teve pouco reconhecimento em vida como escritora, mas com muitas necessidades prementes: ser (mais) lida pelo público era uma delas.

Premiada em versos, Cantares de perda e predileção, (1980, Prêmio Jabuti), em prosa, Ficções, (1977, Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte) e no teatro, O verdugo, (1969, Prêmio Anchieta), Hilda foi rotulada de mulher “eremita, arredia, indomesticável” e de ser uma escritora erudita e hermética. Dominava como poucos seus apetrechos de trabalho e era consciente de suas escolhas semânticas, fonéticas e sintáticas, por isso recusava-se a produzir uma “literatura dengosa” ou “água com açúcar” para ser lida como fizeram alguns escritores do século XIX, a exemplo de Joaquim Manuel de Macedo (1820-1882). 

Criadora de uma obra diversificada e extensa, adepta do fluxo de consciência, cultivou temas como a insanidade, o misticismo, a libertação sexual feminina, o erotismo; Hilda foi leitora de James Joyce (1882-1941), Samuel Beckett (1906-1989) e Nikos Kazantzakis (1883-1957), de quem sofreu profunda influência. Depois de ler Carta a El Greco (1961), decidiu abandonar a vida agitada da capital paulista e passou a residir na Casa do Sol, espaço de inspiração, criação artística e acolhimento dos amigos. 

Por que ler Hilda Hist? Sua produção literária abrange mais de quarenta títulos (poesia, ficção, teatro), sua linguagem é inovadora, ácida e questionadora; além disso, ousou desafiar o mercado editorial e não se calar quanto aos rótulos recebidos. Quando a chamavam de obscena, era categórica em dizer: Obscena para mim “é a miséria, a fome, a crueldade, a nossa época é obscena”.  Duvida? 

Sobre a autora:

Luciana Bessa Silva

Idealizadora do Blog Literário Nordestinados a Ler

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *